terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Por aí



Vibro em sons
tons
odores
sou volátil
sou portátil
saio com os ventos
pelos cantos
encontro puros e impuros
todo tipo de gente

Viajante sem bússola sem destino
sem preconceito ou conceito
sem corpo sem pecado
ungindo campos cidades

Insensato Sonho!
-desejo que caminha por aí- 

Quem sabe algum som sabor ou cor
o toquem bem de mansinho...

4 comentários:

Chica disse...

Lindo e inspirado muito bem,Angela!BEIJOS,CHICA

missosso disse...

ah, e também este é um gesto freqüente na autora, inspirado maiusculamente belo.

Shirley disse...

Parabéns, Angela. Gostei. Beijos!

angela disse...

Obrigada amigos.