domingo, 12 de fevereiro de 2012

Não tenho fuga, sou poeta trova/dor: para vocês o meu poema como mulher expulsa do paraíso

3 comentários:

missosso disse...

ah, isto tive o prazer de ver ao vivo na balada literaria - imperdivel!

Júlia disse...

maniç oba
matou a pau

Nina Maniçoba Ferraz disse...

Obrigada, amigos. Hoje estou muito feliz: acabei de escrever meu próximo livro "O Boi sem Asas". Vou dormir uns dias e reler tudo. Se não mudar de ideia (kkkk) vou ver como vou publicar. Sem pressa. Tem q curtir... E você, Filipe, como anda seu livro? bjs