sábado, 30 de julho de 2011

Quando o tiro sai pela Culatra



Procurei os sinais...

o olhar

o suspiro

o sorriso


Procurei o traço...

inventei palavras

escrevi histórias

colori paisagens

recordei passagens


Procurei o que sabia...

e meu coração desmentia

no descompasso

enlouqueci


Cega me perdi...


3 comentários:

Ligéia disse...

Ai, Angela, que lindo... Em tão poucas palavras, tanto aconteceu...

Me vi.

um beijo.

Mery disse...

Angela, me liguei também, achei bonito de tão simples e gostoso de ler.
Vou seguir este, já sigo o outro também, não lembro o nome.
Beijos da carioca Mery.

missosso disse...

belo, belo, a imagem mudou?